ATP 500

  • Crédito: Rio Open/Fotojump

    Nishikori durante treino, nesta segunda-feira, no complexo do Jockey Club Brasileiro.
  • Crédito: Rio Open/Fotojump

    Thiem monstra muito bom humor, durante coletiva de imprensa.

Terça-feira "gorda" no Rio Open

Torneio terá, nesta terça-feira, as estreias de Nishikori, Thiem, Ferrer, Bellucci, entre outros
Por: Rio de Janeiro/RJ - 20/02/2017 19:43:32

Os fãs de tênis vão se deliciar com o cardápio oferecido no segundo dia de disputas do Rio Open. A super terça-feira vai ter o esperado duelo entre o japonês Kei Nishikori, número 5 do mundo, e o brasileiro Thomaz Bellucci, às 19h, na quadra Guga Kuerten, seguido pelo jogo entre o austríaco Dominic Thiem e o sérvio Janko Tipsarevic, além das partidas entre o espanhol David Ferrer e o ucraniano Alexandr Dolgopolov, o brasileiro Thiago Monteiro e o português Gastão Elias, o italiano Fabio Fognini e o espanhol Tommy Robredo, e o brasileiro João Souza, o Feijão, com o espanhol Pablo Carreno Busta.

Nishikori, que está em sua segunda visita ao Rio, em menos de um ano, espera encontrar tempo para conhecer melhor a cidade. "É muito bom voltar para o Rio, no ano passado foi uma grande experiência conquistar a medalha olímpica aqui, mas não tive tempo de conhecer muito. Dessa vez quero aproveitar melhor", disse o jogador. Perguntado na coletiva de imprensa se aproveitaria o carnaval, no final de semana, e se arriscaria um passos de samba, riu e brincou: "Se eu vencer o torneio, talvez".

Bellucci, que terá o desafio de encarar o favorito ao título em uma estreia no Rio Open pela segunda vez - em 2015 foi o espanhol Rafael Nadal -, confia que pode surpreender. "Não é a melhor primeira rodada para jogar. Mas estou em casa, com o apoio da torcida, no piso que mais gosto, então é uma oportunidade boa de surpreender. Vou ter que variar muito as jogadas, não deixar ele confortável. Ele gosta de jogar perto da linha, entrando na quadra, então vou tentar levá-lo para longe da linha de fundo", disse o número um do Brasil.

Sensação da edição passada do Rio Open, quando alcançou as oitavas de final, com direito a vitória sobre o francês Jo-Wilfried Tsonga, então 9º colocado do ranking mundial, o brasileiro Thiago Monteiro também estreia nesta terça. O adversário do cearense, de 22 anos, será o português Gastão Elias, 86º da ATP, às 16h30, na quadra central.

Segundo melhor brasileiro no ranking, na 85ª posição, o canhoto chega motivado após alcançar as quartas de final no ATP 250 de Buenos Aires, semana passada. O retrospecto é favorável ao brasileiro. Monteiro enfrentou Elias três vezes, em torneios da série Future, com duas vitórias do brasileiro. O último duelo foi em 2015, em Santiago, no Chile, com vitória do português.

A rodada desta terça promete ainda mais emoção. Estão confirmados os duelos do espanhol David Ferrer, campeão da edição 2015, enfrentará o ucraniano Alexandr Dolgopolov, vice em 2014 e que acaba de ser campeão do ATP 250 de Buenos Aires, derrotando Nishikori na final.

Ferrer, ex-número 3 do mundo, conhece muito bem Dolgopolov, ex-número 13. Foram 12 confrontos entre os dois, e Ferrer lidera com nove vitórias. Mas na primeira edição do Rio Open, em 2014, foi o ucraniano que venceu o espanhol na semifinal.

O vice-campeão de Roland Garros 2013 tem motivação extra em sua quarta participação no ATP 500. Ferrer está a quatro jogos da vitória número 700 da carreira, feito conquistado por 12 tenistas, sendo que apenas três deles estão em atividade - o suíço Roger Federer, o espanhol Rafael Nadal e o sérvio Novak Djokovic.

Em outro jogo desta terça-feira "gorda", o austríaco Dominic Thiem, semifinalista no ano passado e um dos novos nomes do circuito, estreia contra o sérvio Janko Tipsarevic, ex-número 8 do mundo, na quadra central, após o jogo entre Nishikori e Bellucci.

Thiem, atual oitavo do mundo, foi semifinalista de Roland Garros no ano passado, e conquistou quatro títulos na temporada. Tipsarevic, que passou por quatro cirurgias nos últimos anos, tenta voltar a seus melhores dias. O campeão da Copa Davis com a Sérvia em 2010 recebeu convite da organização.

Quem também estreia nesta terça é o brasileiro João Souza, o Feijão, que enfrenta o espanhol Pablo Carreno Busta. Convidado pela organização, Feijão espera levantar a torcida nas arquibancadas assim como fez na edição 2015, quando alcançou as quartas de final. O rival desta terça vem crescendo no circuito. No ano passado, conquistou dois títulos, e nesta temporada deu o ponto final para a Espanha na vitória sobre a Croácia na Copa Davis, e foi semifinalista do ATP 250 de Buenos Aires.

O duelo entre espanhol Tommy Robredo e o italiano Fabio Fognini, também promete. Será a décima vez que eles se enfrentam. Robredo, ex-número 5, lidera a série com cinco vitórias, a última delas na primeira rodada do ATP 250 de Buenos Aires, na semana passada. Fognini tem como melhor participação no Rio Open o vice-campeonato em 2015.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade