ATP 1000

  • Crédito: AFP

    Nishikori abraça Monfils após o duro jogo.
  • Crédito: AFP

    Nishikori resistiu melhor a

Em "batalha" contra Monfils, Nishikori salva cinco match points e vai à semi

Japonês mostra confiança nos momentos decisivos e supera rival desgastado fisicamente no final
Por: João Teixeira - 31/03/2016 22:59:37

Foram necessárias 2h29 para que Kei Nishikori garantisse sua vaga na semifinal do Masters 1000 de Miami. Porém, mais do que o tempo em quadra, o esgotamento físico tanto do japonês quanto de seu rival, Gael Monfils, tornou a partida dramática, sobretudo na parte final do jogo. Nishikori salvou cinco match points até conseguir dominar o tie-break e vencer por 2 sets a 1, parciais de 4/6, 6/3 e 7/6 (3).

Na próxima fase, Nishikori terá o australiano Nick Kyrgios pela frente em confronto que vale a vaga na decisão em Miami. Quem passar, pega o vencedor do jogo entre Novak Djokovic e David Goffin, que acontece às 14h (de Brasília) desta sexta-feira, com transmissão do SporTV3.

O confronto começou cheio de alternativas, com os tenistas conseguindo uma quebra para cada lado. Monfils mostrava com bom domínio das ações e conseguiu um novo break para manter vantagem e controlar até fechar o primeiro set. Na segunda parcial, o francês já começou a sentir o desgaste físico, fruto de sua movimentação intensa em quadra, enquanto Nishikori cresceu de nível e anotou duas quebras para empatar o duelo com 6/3.

No terceiro set, foi o japonês quem começou na frente e parecia que teria facilidade para carimbar o passaporte para a decisão, ao ter 4/2 com um break à frente. No entanto, Monfils confirmou e devolveu a quebra e, mesmo sem conseguir se movimentar intensamente, jogava de forma agressiva e chegou a ter três match points em 5/4, quando Nishikori sacava. O asiático salvou as três chances e confirmou em seguida. Depois, mais duas chances para Monfils em 6/5 e novamente Nishikori conseguiu se salvar. Mais inteiro no tie-break, o japonês contou com os erros do rival para ir à semifinal.

- Eu acho que no 3/4, eu realmente aumentei meu nível. Eu acho que comecei a ser muito agressivo, comecei a buscar isso, e me tive um bom sentimento que conseguiria. No fim, eu acho que eu pressionei demais. Definitivamente, tive oportunidades de fechar o jogo, mas na verdade o Kei jogou muito sólido. Ele sentia bem. Eu acho que no tie-break ele estava melhor do que eu - resumiu Monfils após o confronto.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade