Grand Slam

  • Crédito: Jed Leicester/Wimbledon.

    Kevin Anderson com o troféu de vice-campeão do Grand Slam de Wimbledon.

Kevin Anderson acusa cansaço na final

Sul-africano revela que a maratona enfrentada diante de John Isner influenciou na sua atuação
Por: Redação - 15/07/2018 16:42:56
297 visualizações

Pela segunda vez, Kevin Anderson bateu na trave e ficou com o vice-campeonato de um Grand Slam. Neste domingo, no gramado sagrado da quadra central do All England Club, em Londres, na Inglaterra, o sul-africano não conseguiu impor o seu ritmo e foi derrotado pelo sérvio Novak Djokovic, que conquistou o seu terceiro título em Wimbledon.

Na entrevista coletiva, Kevin Anderson revelou que estava cansado devido ao extenso jogo diante do norte-americano John Isner, que durou 6h36 e foi válido pela semifinal de Wimbledon. "Obviamente meu corpo não estava de todo preparado para uma partida como a de hoje. Em todo caso, senti muito nervosismo no início e só pude me sentir competitivo no final. Foi muito difícil me recuperar dos últimos jogos. Na sexta-feira, não consegui dormir e sentia que seria impossível dar meu melhor hoje”, confessa o futuro número cinco do ranking mundial.

“Creio que estou no caminho adequado para poder ganhar grandes torneios e tenho confiança para dar um salto qualitativo. Minha partida contra o John (Isner) foi inesquecível, para a torcida são bons os jogos longos e emocionantes, mas se tivesse tie-break, seria igual ou mais espetacular. Não creio que haja algum motivo para seguir essa regra sem tie-break por sorte terá diálogo com a ITF e os jogadores sobre o assunto”, afirma.

Kevin Anderson também revelou que foi um sonho jogar a final do Grand Slam de Wimbledon. “É um sonho jogar nessa quadra, todos trabalhamos muito duro para estar aqui e eu daria mais 21 horas de jogo para seguir aqui nesta quadra tendo o privilégio de jogar diante de todos vocês”, conta.

O sul-africano de 32 anos também lembrou do seu pai. “Não estaria aqui hoje se não fosse meu pai. O homem que me apresentou a esse esporte maravilhoso, me ensinou meus primeiros golpes e esteve ao meu lado como meu treinador durante 20 anos. Essa conquista também é dele”, exalta.

Com o vice-campeonato inédito em Wimbledon, Kevin Anderson vai somar 1020 pontos e atinge pela primeira vez a quinta colocação no ranking mundial.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade