+ Notícias

  • Crédito: François Lenoir/Reuters

    Ferrero já liderou o ranking mundial em 2003.

Ferrero: "Federer e Nadal brigam pelo topo do ranking"

Espanhol acredita que Rafa e Federer vão em busca do topo do ranking mundial
Por: Redação - 12/04/2017 10:39:54
2.620 visualizações

O espanhol, ex-número um do mundo, Juan Carlos Ferrero, analisou a evolução do suíço Roger Federer na temporada 2017, assim como de seu compatriota, Rafael Nadal, em entrevista ao site britânico International Business Times.

"Não dá pra descartar a possibilidade do número um por isso. Roger tem 35 anos e depois de tantos anos ele se conhece melhor que ninguém e consegue ter claras as ideias sobre suas limitações físicas. Qualquer decisão que venha tomar é a certa. Estou certo de que tomou as melhores decisões junto de sua equipe", respondeu Ferrero ao ser indagado à respeito da decisão de Roger Federer de não jogar nenhum dos Masters 1000 que abrem a temporada de saibro e serve de preparação para Roland Garros e poderia prejudicar a busca pela liderança do ranking.

Ferrero alcançou a liderança do ranking em 2003, após uma vitória sobre André Agassi na semifinal do US Open, onde foi vice de Andy Roddick, comentou que esperava o suíço jogando bem, mas não no nível apresentado: "Para ser honesto, pensei que Federer poderia jogar em bom nível uma temporada mais, talvez duas. Não esperva que conquistasse o que já conseguiu este ano. É simplesmente incrível", afirmou.

"O segredo é que ele está curtindo muito a quadra e isso faz a diferença, pode curtir cada jogo", analisou."Se me perguntas dos aspectos técnicos que melhorou nos últimos meses, te diria que o ponto chave é o backhand. Agora este golpe é uma de suas melhores armas. Graças ao backhand, Federer é um tenista muito mais perigoso do que já foi no passado", pontuou o espanhol que foi um dos raros tenistas beneficiados com vitória após uma retirada de Federer durante um jogo, aconteceu na semifinal de Roma em 2003 e Ferrero vencia por 6/4 4/2. Mas no total, Ferrero perdeu 10 dos 13 jogos contra o suíço.

Para o espanhol, tanto Federer quanto seu maior rival, o seu compatriota Rafael Nadal, estão no momento pensando em lutar pelo número um do mundo, após um primeiro trimestre vencedor e acima do esperado para ambos.

"Ser número 1 da ATP é uma experiência incrível e estou certo de que todos os jogadores que estão no topo, incluindo Rafa e Roger, buscam ser os melhores. Nadal e Federer estão em busca de boas sensações, de querer ser competitivos novamente,  mas depois de tudo que conseguiram na primeira parte da temporada, o número um é seu objetivo a partir de agora", finalizou.

Veja a matéria original

Juan Carlos Ferrero

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade