+ Notícias

  • Crédito: Julian Finney/Getty Images Sport.

    Novak Djokovic sofreu quatro derrotas em torneios importantes para integrantes da NextGen.

NextGen dá trabalho para Djokovic em 2018

Com o vice-campeonato do ATP Finals, Sérvio perde pela quarta vez para um tenista da nova geração
Por: Alessandro Pinheiro - 18/11/2018 18:05:57
154 visualizações

É mais do claro que Novak Djokovic foi o melhor tenista da temporada 2018. Porém, os atletas considerados da nova geração do tênis impediram que a performance do sérvio de 31 anos fosse ainda melhor. Neste domingo, na O2 Arena, em Londres, Djokovic foi superado pelo alemão Alexander Zverev, de apenas 21 anos, na decisão do ATP Finals e perdeu a oportunidade de conquistar o hexacampeonato.

O revés contra Sascha Zverev foi o quarto diante de um integrante da NextGen, todos eles em grandes torneios. A primeira derrota aconteceu no Australian Open para o sul-coreano Hyeon Chung, com então 21 anos, o campeão da primeira edição do NextGen Finals de Milão. Djokovic mostrou falta de ritmo de jogo por causa do tratamento de seis meses no cotovelo direito.

Logo depois de conquistar o título do Grand Slam de Wimbledon, Novak Djokovic foi superado pelo grego Stefanos Tsitsipas, que, meses depois, seria campeão do NextGen Finals. Em jogo válido pela terceira rodada do Masters 1000 de Toronto, o grego com 19 anos na ocasião foi mais agressivo e surpreendeu Djokovic.

Após estabelecer a marca de 22 vitórias consecutivas, conquistar os títulos do Masters 1000 de Cincinnati e de Xangai e do US Open, Novak Djokovic encontrou Karen Khachanov na decisão do Masters de Paris. Apesar de mostrar cansaço, o sérvio foi amplamente superado pelo russo de 22 anos.

Por fim, Alexander Zverev impediu que Novak Djokovic conquistasse duas marcas históricas na carreira. A primeira, como não havia perdido nenhum set até a final, caso mantivesse o desempenho diante de Zverev, Djokovic seria o segundo campeão do ATP Finals sem perder parciais, assim como aconteceu com Ivan Lendl em 1986. O tcheco é justamente o técnico de Sascha Zverev.

O segundo feito seria o hexacampeonato do torneio que reúne os oito melhores da temporada. Caso tivesse conquistado o sexto troféu, Novak Djokovic seria o maior campeão do ATP Finals ao lado de Roger Federer. Apesar das quatro derrotas para os garotos, Djokovic tem motivos para sorrir ao final da temporada, depois de faturar quatro troféus (Wimbledon, US Open, Cincinnati e Xangai) e terminar pela quinta vez o ano no topo do ranking mundial.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade