+ Notícias

  • Crédito: GettyImages Sport

    Britânico demonstrou todo seu descontentamento com a diretora do evento.

Murray faz duras críticas à diretora de Washington

Britânico demonstrou insatisfação com alguns acontecimentos da edição 2018 do torneio
Por: Redação - 29/11/2018 15:18:04

O ATP 500 de Washington, nos Estados Unidos, foi um dos poucos torneios que o britânico Andy Murray (#260) conseguiu jogar em 2018. No entanto, conforme informou em uma rodada de perguntas e respostas com seus fãs em suas redes sociais, o tenista não voltará ao torneio em 2019.

A principal razão, segundo Murray, foi o tratamento recebido pela diretora do torneio, Keely O’Brien. “Provavelmente não depois que a diretora do torneio me faltou com o respeito”, disparou.

O descontentamento do britânico está relacionado diretamente a um episódio no torneio, quando em razão de um dia de chuvas Murray precisou jogar até as 3h02 da manhã na vitória sobre o romeno Marius Copil, abandonando o torneio logo em seguida, quando disputaria as quartas de final.

A ausência do britânico levou a diretora do torneio a alfinetá-lo em entrevista ao Washington Post, um dos mais prestigiados jornais do mundo, o que irritou bastante o ex-número 1 do mundo.

“Espero que Andy leve em consideração seu papel como um modelo global no circuito e para as crianças ao redor do mundo, sabendo que quando as coisas são difíceis e difíceis e as condições não são as ideais, desistir não é a melhor saída”, disse a diretora do torneio.

 

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade