+ Notícias

  • Crédito: GettyImages Sport

    Justin Gimelstob durante o Masters 1000 de Monte Carlo.

Destino do treinador de Isner será decidido por Djokovic

Treinador do tenista norte-americano foi acusado de ter acredito um homem no mês de novembro
Por: Redação - 06/12/2018 15:57:35
192 visualizações

No último dia 21, segundo reportagem do jornal Los Angeles Times, o treinador de John Isner e repórter do canal Tennis TV, Justin Gimelstob teria se entregue à polícia após ter agredido um amigo na noite de Halloween. Apesar de negar a acusação, o futuro do ex-tenista na ATP está para ser decidido.

De acordo com alguns documentos, Randall Kaplan estaria andando com sua família, quando o ex-jogador apareceu e o atacou. "Muitas das acusações não têm base, são réplicas emitidas por terceiros, que não sabem nada. São decisões judiciais movidas por vingança pessoal", garantiu Gimelstob, de 41 anos.

Nesta semana, segundo o jornal britânico ‘Daily Telegraph’, o sérvio Novak Djokovic (#1) comandará uma reunião na próxima semana para discutir e decidir o futuro de Gimelstob em relação ao seu trabalho de representante dos jogadores na ATP.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade